Dia de São Francisco de Assis

sao-francisco
Discípulo de Jesus, Frade Católico e  Cacique Inca. Quem são esses ícones e qual a relação com São Francisco de Assis

 

São Francisco

Em sua vida terrena Giovanni di Pietro di Bernardone nasceu em 5 de Julho de 1182 na cidade de Assis, Itália. Frade católico, fundou a ordem dos Franciscanos, que era constituída por pregadores que levavam a mensagem de que todos deviam seguir a vida de Cristo a risca. Ficou conhecido por humanizar a imagem de Jesus e revolucionar o sistema católico do seu tempo. Trouxe o conceito de bondade da criação divina, derrubando o ideal de que o homem era essencialmente mal. Dedicou sua vida aos pobres e marginalizados, chamando-os de irmãos. Sua imagem também esta relacionada ao zelo pelos animais, sendo ele o padroeiro. Mais tarde a figura de São Francisco notoriamente católico, iria se difundir com uma das linhas da Umbanda.


Linha de Simiromba

Conhecida como Linha dos Monges ou Linha de São Francisco de Assis, existem algumas poucas casas que trabalham dentro dessa linha, onde facilmente entidades com características de padres, freiras e monges são identificados. Um exemplo de casa que exercem o trabalho atualmente na Linha de São Francisco é o Templo Espiritualista São Francisco de Assis – Seara do Caboclo Tabajara e Cabocla Jupira e a casa espírita Casa de São Francisco de Assis.
Essa linha possui um aspecto de trabalho “católico”, fazendo uso por exemplo de cânticos cristãos. Acredita-se que São Francisco tenha sido a reencarnação de João (discípulo de Jesus), e que posterior a sua vida como frade voltou a Terra no séc XV como cacique de uma Tribo Inca, em Machu-Picchu, designando-se então: Pai Seta Branca.

Também existe a indagação de que essa linha tenha surgido junto com antiga macumba carioca, que misturava catolicismo, feiticismo negro entre outras crenças. Neste período, havia se proliferado os trabalhos negativos, e a Linha dos Monges era uma grande auxiliadora na quebra de demandas.

Ainda hoje, São Francisco constitui uma das falanges que compõe a Linha de Oxalá, e continuam com o mesmo intuito de desmanchar feitiçarias, trabalhos destrutivos, magias negras e prezam pela cura e desobsessão de males. Os espíritos franciscanos realizam preces, novenas, súplicas faladas, alguns usam hábito marrom jesuíta e se manifestam como Cabloco da Sete Encruzilhadas, justificando isso a suas últimas duas encarnações como São Francisco e Pai Seta Branca.

A Tenda Nossa Senhora Da Piedade, fundada pelo iniciador da Umbanda Zelio Fernandino de Moraes abrigava algumas dessas incorporações e neste período vários terreiros de Umbanda aderiam a Simiromba.

Oração à São Francisco de Assis

Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão
Onde houver discórdia, que eu leve a união
Onde houver dúvida, que eu leve a fé
Onde houver erro, que eu leve a verdade
Onde houver desespero, que eu leve a esperança
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria
Onde houver trevas, que eu leve a luz

Ó Mestre, Fazei que eu procure mais
Consolar, que ser consolado
compreender, que ser compreendido
amar, que ser amado
Pois é dando que se recebe,
é perdoando que se é perdoado,
e é morrendo que se vive para a vida eterna

Texto: Júlia Pereira 

Créditos imagem: DEA/A. Dagli Orti

Anúncios

Ê, salubá!

Screenshot_20180726-220430

Rumo certo

IMG-20180716-WA0072

Filhos de Pemba

 

 

Filhos de Pemba

Por Sandro Luiz

Salve Oxalá,
Salve o Conga cheio de luz,
Salve a união dos filhos de Tupinamba.
Que o branco da paz, esteja presente em nossas vidas.
Axé as pessoas de bom coração.
Salve o ponto.

Dia e noite eu vou cantar ( Eu vou cantar )
Noite e dia eu vou louvar ( Eu vou louvar )
Vou louvar meu pai Xangô ( Kaô meu pai ! Kaô )

Se a mãe sereia me mandar ( Se me mandar )
Nessa linda lua de Ogum ( De Ogum )
Pra iluminar nosso Congá
Pai Oxalá sempre tem mais um

Um filho de pemba que tem fé ( Nós temos fé )
Um filho de pemba que tem luz ( Nós temos luz )

Pra iluminar nosso Congá
Pai Oxalá sempre tem mais um.

#LuzdeXangô

Como o Diabo derruba um homem ou uma mulher de Deus

images (14)

As 3 primeiras armas são:
1) Dinheiro
2) Orgulho
3) Vida sentimental
E a 4ª arma é….

Agora vamos a nossa história para você descobrir qual é a 4ª arma usada pelo diabo para destruir os que fazem a obra de Deus.
Havia um irmão em uma igreja que tinha sucesso em tudo o que fazia. Tinha comunhão com Deus e andava em santidade, orando, jejuando e lendo a Bíblia. Aonde ele ia, desenvolvia o trabalho. E mais, muitas pessoas se convertiam, pois, ali havia curas, milagres, etc.
O diabo, vendo isso, fez uma reunião no inferno e enviou o primeiro demônio. E ela falou para o irmão: Eu vou te derrubar!
O irmão logo amarrou o que o demônio falou, orou, jejuou, leu a Bíblia, fortaleceu o seu casamento, e ela foi embora.
O diabo convocou mais uma reunião e resolveu mandar o espírito da avareza para encher os olhos do irmão de ambição material.
Novamente, o irmão orou, jejuou, leu a Bíblia, sacrificou tudo o que tinha e o diabo caiu por terra.
Revoltado, o diabo enviou o espírito do orgulho para encher o coração do irmão de orgulho próprio.
Mas o irmão orou, jejuou, leu a Bíblia, e se humilhou diante de Deus. E, mais uma vez, o diabo caiu por terra.
O diabo viu que todas as suas tentativas tinham sido frustradas. Irado, resolveu mandar aqueles três demônios ficarem na igreja daquele irmão para ver onde ele errava. E para lá eles foram, só estudando e marcando os passos dele.
Um dia, os três demônios, ainda sem pegar nada que pudessem usar contra o irmão, viram outro demônio passar por aquela igreja. Vinha ele lá de longe, devagar, usando bengala, com uma aparência cansada.
E os três demônios começaram a zombar dele. “Seu velho cansado, o que está fazendo por aqui?”
E então perguntaram o nome dele. Ele olhou de lado, abriu um sorriso lateral sarcástico e disse: “Meu nome? Eu sou o espírito do tempo. E vocês, o que fazem por aqui?”
E os outros demônios lhe contaram sua missão e como tinham fracassado até agora.
Daí ele disse aos três: “Esperem que eu vou dar ordem quando vocês devem agir.”
E disse mais: “Não tenham pressa, pois eu sei como trabalhar.”
E aquele demônio sutilmente começou a agir.
Primeiro, tirou o tempo daquele irmão enchendo sua agenda de coisas para fazer.
Logo, ele não tinha mais tempo para jejuar, e enfraqueceu.
Depois, tirou o tempo daquele irmão para não ler mais a Bíblia, e ele não mais ouviu a voz de Deus. E sem ouvir a voz de Deus, sua comunhão esfriou.

Foi aí então que aquele demônio deu a ordem para os outros entrarem em ação. E, assim, aquele irmão que arrebentava, caiu.
O tempo é a 4ª arma usada pelo diabo para esfriar a fé dos que não perseveram.
Às vezes, ele nos faz muito atarefados. Outras, ele até causa um falso senso de bem-estar, faz as lutas cessarem durante um tempo para que nós nos acomodemos na fé. E é assim que ele nos derruba.
Lembre-se sempre de onde você veio, de onde você saiu, e do que Deus fez na sua vida para sempre se manter na fé.
O vencedor não é o que começa, mas sim o que termina.

⚠ PENSE NISSO: Eu tive tempo de ler inteira quando recebi e também de repassar esta mensagem ao meu próximo e você que está lendo vai ter TEMPO de repassar?

Autor desconhecido.

O templo de Umbanda é sua igreja. Ou não?

formacao_a-nossa-vida-pode-ser-transformada-pela-fe

 

Ao entrar na igreja o fiel permanece em silêncio ou fica conversando com os amigos os assuntos da semana?

Ao entrar na igreja o fiel, seja católico ou evangélico, fica contando piadas ou se mantém em prece?

Para ele não importa se a igreja é suntuosa, luxuosa ou se tem os bancos feitos em madeira rústicas o piso em cimento cru.  Ele mantém a postura adequada.  Ele entende que aquele é um ambiente sagrado e não vai, em momento algum, tomar atitudes que o profanem. Pelo menos é isso que se espera dele.

O mesmo esperamos do umbandista.

Ao entrar no terreiro de Umbanda você se lembra que está entrando em sua igreja?

Lembra que ali é onde residem as energias e as divindades que você cultua e que, portanto, deve respeitar?

Lembra que como praticante da religião é o espelho dela, ou seja, as pessoas julgam a sua religião a partir das suas atitudes?

Você se lembra que o ambiente requer respeito e palavreado adequado?  Você entende que determinadas atitudes profanam aquele lugar e que Deus, apesar de onipresente, costuma se afastar de ambientes que não condizem com uma postura adequada.

Então não importa o luxo da casa que você frequenta, o que importa é o respeito que você tem por ela.

Via Douglas Fersan (Lar de Preto Velho)

Salve o povo cigano!

 

CollageMaker_20180524_193912398.jpg

Oração a Santa Sara Kali – Padroeira dos Ciganos

Santa Sara, minha protetora, cubra-me com seu manto celestial.

Afaste as negatividades que porventura estejam querendo me atingir.

Santa Sara, protetora dos Ciganos, sempre que estivermos nas estradas do mundo, proteja-nos e ilumine nossas caminhadas.

Santa Sara, pela força das águas, pela força da Mãe Natureza, esteja sempre ao nosso lado com seus mistérios.

Nós, filhos dos ventos, das estrelas, da lua cheia e do Pai, só pedimos a sua proteção contra os inimigos.

Santa Sara, ilumine nossas vidas com seu poder celestial, para que tenhamos um presente e um futuro tão brilhantes, como são os brilhos dos cristais.

Santa Sara, ajude os necessitados; dê luz para os que vivem na escuridão, saúde para os que estão enfermos, arrependimento para os culpados e paz para os intranquilos.

Santa Sara, que o seu raio de paz, de saúde e de amor possa entrar em cada lar, neste momento.

Santa Sara, dê esperança de dias melhores para essa humanidade tão sofrida.

Santa Sara milagrosa, protetora dos Ciganos, abençoe a todos nós, que somos filhos do mesmo Deus.

Via umbandaeucurto

Por que você tem parentes difíceis em sua família?

images (4)

A doutrina espírita nos explica que nós e nossos parentes somos afetos ou desafetos de muito tempo, ou seja, construímos uma história juntos, seja ela positiva, seja ela negativa.

Assim, estamos sempre no lugar certo e com as pessoas certas para o nosso convívio e aprendizado.

E ante a Lei de Causa e Efeito somos responsáveis pelas ligações que edificamos. E a Lei de Amor nos ensina a necessidade de aprendermos a Amar e nesse processo, no estágio que estamos, pressupõe aprender a compreender, a entender, a aceitar, a auxiliar, a buscar transformar sentimentos negativos em sentimentos positivos.

Procuremos compreender e perdoar incompreensões, ciúmes e a intolerância de todos aqueles que a Divina Providência colocou sob o mesmo teto que o nosso.

Nem sempre nossos parentes são nossos amigos. O grande sábio Salomão já dizia que:…há amigo mais chegado que um irmão (Prov. 18:24).

A abençoada lei de amor e justiça, que é a reencarnação, nos proporciona quitar débitos com os mesmos adversários de ontem, vivendo hoje conosco sob as mesmas telhas na condição de pais, mães, filhos, irmãos e cunhados.

No lar, ao lado de almas queridas, encontramos também antigos desafetos, que a sabedoria divina coloca ao nosso lado como oportunidade de reconciliação e resgate.

Diante do parente mais difícil, necessário se faz o exercício da compreensão, da paciência e perdão.

“Reconciliai-vos o mais depressa possível com o vosso adversário, enquanto estais a caminho” (Mt 5:25), aconselhou Jesus.

Aproveite a oportunidade de caminharem juntos, pois talvez ao longo do percurso, encontraremos o momento mais adequado e propício para esta reconciliação.

Perdoe sempre, pois presos à carne só enxergamos uma face da moeda de nossas existências. A outra face só nos será revelada quando estivermos no mundo espiritual.

Por isso, muitas vezes pensamos ser vítimas quando na realidade somos algozes.

Nunca esqueça que não tem os parentes que sonhou e sim aqueles que merece.

Estamos situados na família certa junto das pessoas mais adequadas à nossa evolução. Esforce-se, para amá-los, tendo para com eles, os nobres sentimentos do perdão, da tolerância, da resignação e da paciência.

Fonte: http://www.verdadeluz.com.br

Via chicodeminas

Feliz dia das mães!

CollageMaker_20180513_130504145.jpg

ORAÇÃO DE MÃE

Deus de Infinita Bondade!
Puseste astros no céu e colocaste flores na haste agressiva… A mim deste os filhos e, com os filhos, me deste o amor diferente, que me rasga as entranhas, como se eu fosse roseira espinhosa, que mandasse carregar uma estrela!
Aceitaste minha fragilidade a teu serviço, determinando que eu sustente com a maternidade o mandato da vida; entretanto, não me deixes transportar, sozinha, um tesouro assim tão grande! Dá-me forças, para que te compreenda os desígnios; guia-me o entendimento, para que a minha dedicação não se faça egoísmo; guarda-me em teus braços eternos, para que o meu sofrimento não se transforme em cegueira.
Ensina-me a abraçar os filhos das outras mães, com o carinho que me insuflas no trato daqueles de que enriqueceste minh’Alma!
Faze-me reconhecer que os rebentos de minha ternura são depósitos de tua bondade, consciências livres, que devo encaminhar para a tua vontade e não para os meus caprichos. Inspira-me humildade para que não se tresmalhem no orgulho por minha causa. Concede-me a honra do trabalho constante, a fim de que eu não venha precipitá-los na indolência. Auxilia-me a quere-los sem paixão e a servi-los sem apego. Esclarece-me para que eu ame a todos eles com devotamento igual.
No entanto, Senhor, permite-me inclinar o coração, em teu nome, por sentinela de tua bênção, junto daqueles que se mostrarem menos felizes! Que eu me veja contente e grata se me puderem oferecer mínima parcela de ventura, e que me sinta igualmente reconhecida se, para afagá-los, for impelida a seguir nos caminhos do tempo, sobre longos calvários de aflição!
E, no dia em que me caiba entregá-los aos compromissos que lhes reservaste, ou a restituí-los às tuas mãos, dá que, ainda mesmo por entre lágrimas, possa eu dizer-te, em oração, com a obediência da excelsa Mãe de Jesus:
“Senhor, eis aqui tua serva! Cumpra-se em mim, segundo a tua palavra”

MEIMEI

Chico Xavier

AS SETE LÁGRIMAS DE UM PRETO-VELHO

CollageMaker_20180513_130552343.jpg

Num cantinho de um terreiro, sentado num banquinho, pitando o seu cachimbo, um triste preto-velho chorava. De seus olhos molhados, esquisitas lágrimas desciam-lhe pelas faces e não sei porque contei-as… Foram sete.

Na incontida vontade de saber aproximei-me e o interroguei. Fala, meu preto-velho, diz ao teu filho por que externas assim uma tão visível dor?

E ele, suavemente respondeu: Estás vendo esta multidão que entra e sai? As lágrimas contadas estão distribuídas a cada uma delas.

A primeira, eu dei a estes indiferentes que aqui vem em busca de distração, para saírem ironizando aquilo que suas mentes ofuscadas não podem conceber…

A segunda a esses eternos duvidosos que acreditam, desacreditando, na expectativa de um milagre que seus próprios merecimentos negam.

A terceira, distribui aos maus, aqueles que somente procuram a UMBANDA, em busca de vingança, desejando sempre prejudicar a um seu semelhante.

A quarta, aos frios e calculistas que sabem que existe uma força espiritual e procuram beneficiar-se dela de qualquer forma e não conhecem a palavra gratidão.

A quinta, chega suave, tem o riso, o elogio da flor dos lábios mas se olharem bem o seu semblante, verão escrito: Creio na UMBANDA, nos teus caboclos e no teu Zambi, mas somente se vencerem o meu caso, ou me curarem disso ou daquilo.

A sexta, eu dei aos fúteis que vão de Centro em Centro, não acreditando em nada, buscam aconchegos e conchavos e seus olhos revelam um interesse diferente.

A sétima, filho notas como foi grande e como deslizou pesada? Foi a última lágrima, aquela que vive nos olhos de todos os Orixás. Fiz doação dessa aos Médiuns vaidosos, que só aparecem no Centro em dia de festa e faltam as doutrinas.

Esquecem que existem tantos irmãos precisando de amparo material e espiritual.

Assim, filho meu, foi para esses todos, que viste cair, uma a uma AS SETE LÁGRIMAS DE UM PRETO-VELHO.